WHISKAS BR

Entre uma chave principal abaixo para buscar por artigos e produtos.

[{"text":"Home","url":"\/"},{"text":"Alimentacao","url":"\/alimentacao"},{"text":"Nutricao","url":"\/alimentacao\/nutricao"},{"text":"Seu gato nao quer comer descubra o que fazer","url":""}]

Seu gato não quer comer? Descubra o que fazer!

Seu gato não quer comer? Descubra o que fazer!

 

Um gato com aparência cansada descansa em cima de uma mesa.

Uma alimentação balanceada e completa é fundamental para garantir o desenvolvimento de gatos saudáveis. Entretanto, pode ser que um dia você note que seu gato não quer comer e está emagrecendo.

Ao perceber que o gato não quer comer, é preciso ficar alerta: existem diversos motivos que podem tirar o apetite do felino. Alguns são mais simples de solucionar, mas é necessário encontrar a fonte do problema o mais rápido possível.

Confira, a seguir, os principais motivos que deixam o gato sem fome e o que fazer quando o gato não quer comer ração: 

1. Falta de interesse na ração

A falta de interesse no alimento ocorre principalmente quando o tutor ou tutora deixa a mesma ração por muito tempo no comedouro. Uma longa exposição ao oxigênio faz com que a comida para gato perca o frescor e a crocância, fazendo com ela fique menos atrativa.

Para abrir o apetite do seu gato e solucionar esse problema, sirva as porções de ração sem exagero, para que a comida não fique sobrando no pote. Além disso, aposte nos sachês WHISKAS® para variar a refeição. Você pode servi-los puros ou misturados com a ração seca.

Vale destacar que, além de trazer variedade para a refeição, a ração úmida traz diversos benefícios para a saúde dos gatinhos, principalmente por conta da alta concentração de água na receita, que contribui para a hidratação e prevenção de problemas renais.

2. Mudança de ração

Se você trocou o alimento há pouco tempo, pode ser que o gato não tenha se acostumado com o novo produto e, por isso, esteja rejeitando a comida.

Para que a adaptação à nova comida para gatos seja mais fácil, recomendamos sempre a transição gradual entre os produtos, por um período de 4 a 10 dias: comece servindo ¾ da ração atual e ¼ do novo alimento. A cada dia, mude um pouco as proporções, até que seu felino esteja consumindo apenas a nova ração.

3. Incômodo com o comedouro

Uma gato de pelo claro se estica deitado em uma tapete branco e um piso de madeira.

Uma curiosidade sobre os gatos é que seus bigodes são órgãos sensoriais supersensíveis ao toque. Por isso, o tamanho do comedouro pode ser o motivo do seu amigo não estar se alimentando corretamente.

Um recipiente pequeno e fundo pode gerar incômodo nos bigodes quando o felino tentar capturar a ração. Por isso, indicamos o uso de um comedouro largo e raso.

Que tal aprender a fazer um comedouro para gato aí mesmo na sua casa? É só assistir ao vídeo que a gente preparou junto com Cansei de ser gato para descobrir como e deixar seu gatinho mais feliz.

4. Conservação incorreta do produto

Além disso, atente-se ao armazenamento do produto: a conservação incorreta da ração faz com que o sabor, aroma, textura, crocância e valor nutricional sejam alterados.

Essa mudança faz com que muitos gatinhos percam o interesse na comida. Para verificar se esse é o caso do seu amigo, siga as dicas abaixo:

  • Compre um novo pacote de ração e guarde-a na embalagem original;
  • Mantenha-a sempre bem vedada, com uso de fechos próprios ou pote hermético;
  • Armazene o produto em um local seco, fresco e ventilado, longe do contato com o sol e com produtos químicos;
  • Respeite o prazo de validade estipulado na embalagem.

5. Mudança na rotina

Uma gato dorme descansando em uma mesa. O fundo da imagem está desfocado.

Seu gato não quer comer e só fica deitado? Isso pode acontecer por causa da alteração da rotina: até as pequenas mudanças no dia a dia do felino podem deixá-lo estressado ou com medo de chegar até o alimento.

A mudança de casa, a chegada de uma visita desconhecida e a inclusão de um novo animal de estimação no lar costumam ser os principais motivos da intimidação ou irritação.

Para contornar essa situação e verificar se o problema é comportamental, reserve um ambiente seguro e confortável para que seu felino possa comer sem incômodos. Você também pode disponibilizar uma fonte de água, cama e brinquedos para gatos. Quanto mais tranquilo o local, mais fácil será para ele se sentir seguro e à vontade para se alimentar.

6. Problemas de saúde

Infelizmente, a ausência de apetite também é um sintoma comum em diversas doenças de gato. As mais frequentes são:

  • Infecção;
  • Gengivite;
  • Afta;
  • Dor de dente;
  • Gastrite;
  • Distúrbio digestivo.

Caso as cinco dicas anteriores não solucionem o problema, leve o felino ao hospital veterinário o mais rápido possível. Esse comportamento pode ser resultado de uma doença grave e, quanto mais cedo o diagnóstico for feito, mais rápido e fácil será o tratamento.


Gostou do conteúdo? Na Escola de Gatinhos você encontra diversas dicas de saúde, alimentação e curiosidades sobre o mundo felino. Acompanhe as postagens e fique por dentro das novidades!

Comedouro para gatos | WHISKAS® + Cansei de ser gato

Compre WHISKAS® a qualquer hora e em qualquer lugar

Procurando por produtos WHISKAS®?
Clique e confira nossas lojas parceiras